Quatro indivíduos estão a contas com a Polícia da República de Moçambique no distrito de Manhiça, província de Maputo, acusados de terem violado uma menor de 12 anos. Os acusados negam a acusação.

Trata-se de quadro irmãos, nomeadamente Zulo Matuse, 22 anos, Ângelo Matuse, 33, Cremildo Matuse, 28, Gimeraldo Matuse, 31.
Os exames médicos feitos no Centro de Saúde da Manhiça provam que houve violação.

“Com os exames médicos feitos no centro de saúde, foi possível provar que de facto a menor foi violada”, disse Emídio Mabunda.

Acusados negam

Os acusados, por sinal irmãos, negam o seu envolvimento no crime de violação e dizem que tudo começou às 17 horas da última sexta-feira, quando um grupo de crianças daquela casa chegou tarde a casa e estavam na companhia da suposta violada.

“Ela quando chegou a casa dos pais disse que havia sido violada na nossa casa”, disse Ângelo à Polícia.