Sociedade Transporte mais caro na cidade da Beira

Transporte mais caro na cidade da Beira

Os transportes semi-colectivos de passageiros, vulgo “chapa”, passam a cobrar mais cinco meticais em todas as rotas na cidade da Beira após a aprovação de uma nova tabela, na quinta-feira, 16, na Assembleia Municipal (AMB), avança o Notícias.

Mesmo sem o anúncio da entrada em vigor da nova tarifa, o certo é que a proposta da Associação dos Transportadores da Beira (ATABE) foi aprovada pela edilidade.

Com este incremento, o preço do “chapa” da rota Baixa-Macúti passa de 10 para 15 meticais, Baixa-Manga passará de 13 para 18 meticais e da Baixa à Cerâmica passará de 20 para 25 meticais.

Recorde-se que no passado dia 30 de Maio os transportadores semi-colectivos paralisaram a sua actividade exigindo o aumento da tarifa sob alegação de que o combustível já havia subido e o valor anterior não era sustentável.

Enquanto isso, reagindo ao reajuste de cinco meticais, o presidente da ATABE, Américo Mussicuane, começou por dizer que a nova tarifa vai minimizar os custos operacionais que incluem a subida do preço dos combustíveis.

Artigo anteriorMulher obrigada a pagar pensão de alimentos a homem que a violou
Próximo artigoMoçambola: União Desportiva do Songo lidera isolada