Início Internacional Primeiro-ministro britânico voltou a envolver-se em novo escândalo de festa durante confinamento

Primeiro-ministro britânico voltou a envolver-se em novo escândalo de festa durante confinamento

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, cuja popularidade cai constantemente, viu-se em apuros novamente na terça-feira (11) por outro escândalo sobre uma grande festa realizada em pleno confinamento nos jardins de Downing Street e que a polícia diz estar investigando.

Em maio de 2020 – quase dois meses depois de o Reino Unido declarar confinamento pelo coronavírus, que levou o próprio Johnson a ser hospitalizado em terapia intensiva em abril e deixou 67 milhões de britânicos sem interações sociais -, os negócios não essenciais estavam fechados, e as pessoas não podiam se locomover livremente.

De acordo com o canal privado ITV News, o secretário particular do primeiro-ministro, Martin Reynolds, enviou um e-mail a uma centena de funcionários, convidando-os, “depois de um período incrivelmente ocupado”, para “aproveitar o bom tempo”, tomando “algumas bebidas com distanciamento social em 20 de maio, em Downing Street”.

De acordo com vários meios de comunicação britânicos, a festa contou com a presença de Johnson e de sua mulher, Carrie. Em 29 de abril daquele ano, ela deu à luz Wilfred, o primeiro filho do casal, que agora já tem dois anos.

FONTEISTOÉ
Artigo anteriorVagas de emprego do dia 11 de Janeiro de 2022
Próximo artigoMilitar angolano foi morto à catanada e queimado ao ser confundido com ladrão na casa da amante em Angola