Início Internacional Guterres exigiu explicações da expulsão de seus funcionários à Etiópia

Guterres exigiu explicações da expulsão de seus funcionários à Etiópia

O secretário-geral da ONU, António Guterres, exigiu ontem, no Conselho de Segurança, explicações por parte da Etiópia para a recente expulsão de sete funcionários da organização, acusados de “interferência”.

António Guterres, numa intervenção nada habitual no Conselho de Segurança exigiu, na quarta-feira (06.10.) “documentos escritos” a Addis Abeba que provem a suposta “interferência” dos sete funcionários da Organização das Nações Unidas (ONU) expulsos daquele país africano.

Após intervir no início da reunião do Conselho de Segurança, convocado com urgência pela segunda vez em menos de uma semana para tratar do caso das diversas expulsões “sem precedentes”, o secretário-geral da ONU pediu de novo para falar após a intervenção do embaixador etíope.

Guterres afirmou que conversou na sexta-feira (01.10.) com o primeiro-ministro etíope e disse que lhe pediu duas vezes para lhe enviar provas da falta de “imparcialidade” dos funcionários.

No final da reunião do Conselho de Segurança, António Guterres reiterou a sua posição perante os jornalistas, justificando a sua firme intervenção dizendo: “É meu dever defender a honra das Nações Unidas”.

FONTEDW
Artigo anteriorVagas de emprego do dia 07 de Outubro de 2021
Próximo artigoNove pessoas morreram em naufrágio em Nampula