O primeiro-ministro britânico Boris Johnson prometeu que todos os adultos receberão primeira dose da vacina contra a covid-19 antes do final de julho, acelerando assim o cronograma planejado, pouco antes de anunciar uma saída “prudente” do confinamento na segunda-feira.

Até agora, a meta do governo era imunizar a população adulta antes do final de setembro, tendo sido um dos primeiros países ocidentais a lançar a campanha de vacinação em massa em dezembro.

Até 15 de fevereiro, uma primeira dose da vacina já foi administrada a 15 milhões de pessoas, incluindo aqueles com mais de 70 anos e profissionais de saúde. Desde então, outros 2,2 milhões de pessoas suplementadas foram vacinadas com a primeira dose.

O Reino Unido é um dos países mais afetados pela epidemia, com mais de 120.000 mortos pelo vírus, embora o confinamento decretado no início de janeiro tenha reduzido o número de casos e internações.

O líder conservador planeja anunciar ao parlamento na segunda-feira um roteiro para sair do confinamento, e a prioridade será a reabertura das escolas progressivamente a partir de 8 de março.

Johnson advertiu, em qualquer caso, que a saída do confinamento será “prudente e progressiva”.