Didier Drogba foi eleito o receptor do Prémio Presidente da UEFA de 2020. O ex-atacante do Chelsea e da Costa do Marfim foi saudado como um “pioneiro” pelo presidente da UEFA, Aleksander Ceferin.

“Didier é um herói para milhões de adeptos do futebol pelos seus feitos ao longo da sua brilhante carreira de jogador”, afirmou Ceferin através de um comunicado da UEFA.

“Vou lembrá-lo como um jogador pela sua habilidade, força e inteligência, mas acima de tudo pelo seu apetite insaciável para o sucesso – uma característica que está igualmente presente no seu desejo de ajudar os outros fora do campo.”

Drogba venceu a Liga dos Campeões de 2012 como parte de uma carreira brilhante no Chelsea, na qual marcou 164 gols em 381 partidas em todas as competições e conquistou quatro títulos da Premier League.

O ex-internacional da Costa do Marfim também marcou o primeiro gol do seu país em uma Copa do Mundo em 2006 e jogou em mais dois torneios.

Drogba, que se aposentou em 2018 após uma última temporada com Phoenix Rising, dirige uma fundação de caridade que ajudou a construir escolas para crianças carentes.

Também tem estudado para o programa Executive Master for International Players (MIP) da UEFA.

“Ganhar uma Liga dos Campeões, ter jogado e marcado pelo meu país em uma Copa do Mundo – essas são coisas com as quais eu só poderia ter sonhado quando era criança”, disse Drogba.

Vencedores anteriores do Prémio do Presidente da UEFA incluem Bobby Charlton, Eusebio, Raymond Kopa, Johan Cruyff, Francesco Totti, David Beckham e Eric Cantona.