Apesar de Lyon ter diminuído o preço cobrado pelo atacante, Barcelona não poderia arcar com salário de holandês sem se desfazer de algumas peças do elenco na última janela.

Apesar do Lyon começar cobrando cerca de 25 milhões de euros (R$ 164 milhões) fixos mais 5 milhões de euros (R$ 33 milhões) variáveis ao Barcelona pelo Memphis Depay, os franceses reduziram o pedido na última segunda-feira para oito milhões de euros (R$ 52 milhões) fixos, além de variáveis, segundo o “Mundo Deportivo”. O holandês não aceitou renovar seu contrato e se torna livre em janeiro.

Os franceses estavam desesperados para vender o atacante e conseguir um dinheiro pela venda de Depay, mas os culés passam pela pior crise financeira de sua história. Sem conseguir negociar Todibo para o Fulham ou Dembélé para o Manchester United, os blaugranas não tiveram condições de contratar o atacante, pois a chegada do atleta iria fazer com que o Barça ultrapassasse os limites salariais impostos pela Liga de Futebol da Espanha.

Apesar da operação não ter dado certo nesta janela de transferências, o camisa nove será livre para negociar com qualquer equipe a partir de janeiro. A boa relação entre Lyon e Barcelona sugere que os catalães paguem um valor simbólico para contar com o holandês na segunda metade da atual temporada.