Numa altura em que o mundo está na corrida por uma vacina contra o novo coronavírus, a Rússia afirma que espera aprovar uma nas próximas semanas, reporta CNN.

Em exclusivo ao meio de comunicação, fontes oficiais revelaram que a aprovação da vacina, criada pelo Instituto Gamaleya, é esperada para dia 10 de agosto ou ainda antes.

A vacina será aprovada para uso público e os profissionais de saúde na linha da frente no combate à Covid-19 serão os primeiros a recebê-la.

“É um momento Sputnik”, disse Kirill Dmitriev, líder do Fundo de Investimento Direto Russo, que financia a investigação, fazendo referência a 1957, quando a União Soviética lançou o seu primeiro satélite.

“A Rússia chegará lá primeiro”, acrescentou.

Não é possível verificar a segurança e eficácia desta possível vacina, uma vez que a Rússia não divulgou informação relativa às diferentes fases da investigação, aponta a CNN.

Críticos dizem que esta urgência deve-se ao facto de o país se querer afirmar como uma força científica global, havendo grandes preocupações de que os testes da vacina em humanos estejam incompletos.