Jogador do Barcelona lamenta fato de pessoas perderem familiares próximos sem ao menos puderem se despedir por conta do novo coronavírus.

Lionel Messi falou sobre os efeitos da pandemia de COVID-19 e a sensação que a doença deixou desde que se disseminou ao redor do mundo. Em entrevista ao jornal “El País”, o argentino contou que uma das coisas que mais dói é saber que pessoas perderão entes queridos e não puderam se despedir. O craque também afirmou que nada será como era antes.

– Quase todos nós ficamos com a dúvida de como o mundo vai ficar depois de tudo o que aconteceu. Além do confinamento e da situação que nos pegou de surpresa, muitas pessoas tiveram um tempo muito difícil, porque essa situação os afetou de alguma forma, como aconteceu com todos aqueles que perderam a família e os amigos e nem puderam se despedir.

O jogador do Barcelona e da seleção argentina afirmou ainda que das muitas coisas negativas desta crise, a pior é perder alguém próximo.

– Acho que houve muitas coisas negativas nessa crise, mas não pode haver nada pior do que perder as pessoas que você mais ama, isso cria uma enorme frustração para mim e me parece a mais injusta de todas.

Finalizando, Messi contou que, em sua opinião, nada será como antes e o mundo passará por novos costumes.

– O futebol nunca mais será o mesmo. Mas não apenas o futebol, acho que a vida em geral não será a mesma novamente.