O Manchester City foi banido da Liga dos Campeões durante as próximas duas temporadas, após ter sido considerado culpado de ter infringido as regras da UEFA a nível do Fair Play financeiro entre 2012 e 2016, de acordo com decisão da Câmara Adjudicatória do Comité de Controlo Financeiro de Clubes da UEFA (CFCB), presidida por Cunha Rodrigues, ex-Procurador Geral da República. 

O clube inglês, onde jogam Bernardo Silva e João Cancelo, foi também multado em 30 milhões euros.

A UEFA explica que o processo concluiu que houve ‘quebras significativas’ das leis do ‘fair play’ financeiro, nomeadamente exercendo sobrevalorização das receitas de patrocínios nos quatro anos acima referidos.

O City ainda pode apelar da decisão no Tribunal Arbitral do Desporto.

O clube inglês afirmou estar ‘desapontado, mas não surpreendido’ por esta decisão, ‘que já estava decidida antes da investigação’ e que vai recorrer ‘por uma decisão imparcial’.

Em 2014, o Manchester City já tinha sido condenado mas acordou com a UEFA o pagamento de 59 milhões de euros.

A Bola