O ex-Presidente brasileiro Lula da Silva é recebido esta quinta-feira pelo Papa Francisco, no Vaticano, a quem pretende agradecer a solidariedade durante a sua prisão, além de debater o combate à pobreza no Brasil.

“Vou visitar o Papa Francisco para agradecer não só pela solidariedade que teve comigo num momento difícil, mas sobretudo pela dedicação dele ao povo oprimido. Também quero debater a experiência brasileira no combate à miséria”, escreveu Lula da Silva, na semana passada, na sua conta oficial do Twitter.

A audiência do ex-Presidente brasileiro com o representante máximo da Igreja Católica foi intermediada pelo chefe de Estado da Argentina, Alberto Fernández. “Francisco significa muito para mim, ele é um líder moral que me reúne com a melhor Igreja”, escreveu Alberto Fernández, na sua rede social Twitter, referindo-se ao Papa Francisco.