O líder dos procuradores democratas acusou o presidente norte-americano, Donald Trump, de estabelecer um esquema corrupto para pressionar a Ucrânia a ajudá-lo a conquistar a reeleição, na abertura do julgamento de impeachment no Senado dos Estados Unidos na quarta-feira (22). 

Em tom de desafio, Trump disse a jornalistas na Suíça que os democratas não têm evidências suficientes contra ele.

No pronunciamento de abertura para a acusação, o deputado Adam Schiff disse que Trump havia pressionado no ano passado o presidente ucraniano, Volodymyr Zelenkskiy, a investigar o ex-vice-presidente dos EUA Joe Biden e seu filho por acusações infundadas de corrupções.

Interferência externa

Em sua negociação com a Ucrânica, Trump solicitou interferência externa para melhorar suas chances nas eleições presidenciais norte-americanas deste ano, disse Schiff, apresentando o principal argumento dos democratas sobre o motivo de Trump ter cometido abuso de poder e justificando porque deve ser considerado culpado.