O atirador morreu de “um aparente ferimento de bala autoinfligido”, revelaram responsáveis militares, acrescentando que a terceira vítima se encontra “em condição estável num hospital local”.

As autoridades ainda não identificaram as vítimas nem o atirador, nem avançaram as causas do tiroteio. A polícia do Havai está a ajudar os militares na investigação ao caso

Um oficial da Marinha dos EUA disparou esta quarta-feira sobre três civis, matando dois e ferindo um terceiro, antes de disparar fatalmente sobre si próprio, na base militar de Pearl Harbour, no estado norte-americano do Havai.

As autoridades ainda não identificaram as vítimas nem o atirador, nem avançaram as causas do tiroteio.

O atirador morreu de “um aparente ferimento de bala autoinfligido”, revelaram responsáveis militares em conferência de imprensa, acrescentando que a terceira vítima se encontra “em condição estável num hospital local”.

Oficiais daquela base histórica disseram que as três vítimas eram civis que trabalhavam para o Departamento de Defesa, avança a agência de notícias Reuters.

msn