Além de um golo e duas assistências, Neymar também chamou atenção por outro motivo na goleada do PSG por 5 a 0 sobre o Galatasaray. O craque deu a bola para Cavani cobrar um penalti.

No passado, o brasileiro e o uruguaio tiveram um atrito na chegada do camisa 10. Neymar passou a ser o cobrador, algo que não caiu bem com Cavani, mas depois se acertaram. E o astro explicou a cena desta quarta-feira, descartando qualquer tipo de reconciliação de Cavani com a torcida do PSG.

“Eu não fiz isso para reconciliar com ninguém, meu primeiro pensamento é no grupo, na equipe. Individualismo no futebol não cabe. Se quisesse isso, jogaria ténis. Jogaria sozinho”, afirmou Neymar, que completou:

“É futebol. Tem que ficar todo mundo bem. Ele (Cavani) precisava disso. Todo atacante precisa de um golo. Ele ficou contente, eu fiquei feliz. Esse é o caminho. Todo mundo precisa melhorar. Isso que importa”, finalizou.

Além de Neymar e Cavani, Icardi, Sarabia e Mbappé marcaram na goleada. O PSG fez 16 pontos e avançou em primeiro, com o Real Madrid em segundo, com 11.

Foxsports