Um avião precisou retornar ao seu aeroporto de origem na última sexta-feira (29) quando uma mulher afirmou estar com dificuldades para respirar e pediu para ser transferida para a classe executiva da aeronave. Porém, tudo não passava de fingimento.

Quando o piloto decidiu que aquela era uma emergência, a aeronave da American Airlines que iria de Pensacola para Miami, nos Estados Unidos, voltou ao ponto de partida. A tripulação chamou a política e a mulher, então, confessou que havia inventado tudo na esperança de conseguir um assento melhor.

No início, ela ainda se negou a desembarcar com a chegada dos policiais, fazendo isso apenas quando o piloto deu ordem para que todos descessem. De acordo com a emissora CNN, a passageira acabou sendo levada a uma instituição para pacientes mentais, mas não chegou a ser acusada de nenhum crime, por enquanto.

Metrópoles