Especulado nas janelas de transferências, o atacante, desde que voltou de lesão, perdeu protagonismo e espaço para Mauro Icardi, que vive grande fase com a camisa parisiense.

Cavani voltou de lesão, mas não ao time titular do PSG. Segundo a imprensa francesa e o jornal português ‘A Bola’, o atacante está insatisfeito com a postura do treinador Thomas Tuchel e vai procurar uma solução.

Ainda de acordo com a publicação, Cavani não quer demonstrar publicamente a sua insatisfação, tendo em vista que acredita ser um duelo que não irá vencer. A ideia é não desgastar a imagem, porém, o uruguaio não quer continuar no banco de reservas.

Cavani foi especulado na última janela para deixar o PSG. O Napoli foi um dos interessados em seu retorno, assim como o mercado do futebol americano. O atacante é um dos principais ídolos e maior artilheiro da história do PSG, com 195 golos.

A fase ruim de Cavani coincidiu com a ascensão de Icardi. Emprestado pela Internazionale, o argentino marcou oito golos e concedeu uma assistência em seus primeiros nove jogos com a camisa do PSG. O atacante, porém, não quis atrito com o uruguaio.

Edi e eu somos dois atacantes de referência, gostamos de marcar golos, podemos jogar juntos se o treinador decidir, mas não cabe a nós. No fim, é o técnico que decide, esse é o trabalho dele – disse ao ‘RMC Sports’, no início da semana.

Lance