A Santa Sé anunciou que enviou para a justiça os casos de dois padres italianos suspeitos de abuso sexual, que alegadamente ocorreram num seminário no Vaticano.

O procurador de justiça do Vaticano (equivalente ao Ministério Público) pediu que Gabriele Martinelli fosse levado a julgamento, acusado de abusos sexuais que alegadamente ocorreram durante um seminário antes de 2012, refere a Santa Sé em comunicado.

O documento acrescenta que o padre Enrico Radice também deverá ser levado a julgamento, acusado de cumplicidade.

JN