Pelo menos duas pessoas morreram este domingo, na Polónia, depois de uma bomba, que se crê ser da II Guerra Mundial, ter explodido. As vítimas são dois homens, de 29 e 35 anos, que transportavam o artefacto para uma garagem, onde se encontrava uma colecção de munições.

Após o alerta, deslocaram-se ao local da explosão especialistas em desactivação de bombas da Polícia e do Exército que perceberam que na garagem se encontravam munições que poderiam ser ainda mais perigosas.

Perante o perigo de nova explosão, um perímetro de segurança foi montado no local.

Meios locais, citados pelo La Vanguardia, dizem que uma das vítimas seria um coleccionador de munições da II Guerra Mundial, pelo que não é de estranhar que estivesse a tentar levar aquela bomba para juntar ao seu espólio em casa. Não tomou, contudo, as precauções necessárias nem avisou ninguém de que iria transportar um artefacto perigoso.

Nos últimos meses, a descoberta de bombas de guerra tem sido frequente e conduzido à evacuação de várias populações para garantir que o desmantelamento das mesmas é feito sem fazer vítimas.

Notícias ao Minuto