O presidente tunisino, Béji Caïd Essebsi, morreu ontem (25), aos 92 anos, no hospital militar do país. O óbito foi anunciado na página de Facebook da presidência.

Essebsi tinha sido admitido num hospital militar na quarta-feira, no entanto é desconhecido qual o motivo do internamento. Já o mês passado, tinha recebido tratamento hospitalar com o que foi descrito pelos responsáveis governamentais como uma “severa crise de saúde”.

Era o presidente em funções mais velho do mundo e ganhou as primeiras eleições livres da Tunísia em 2014 depois das revoluções da Primavera Árabe na região.

No início deste ano anunciou que não ia concorrer às eleições presidenciais marcadas para Novembro, tendo morrido apenas alguns meses antes do fim do seu mandato.

Folha de Maputo