Uma mulher britânica conseguiu regressar a casa depois de ter sido forçada a casar-se. A jovem conseguiu voltar a Heatrow, depois de fugir do marido, enquanto estavam de lua de mel.

Quando o homem tentou regressar a casa foi interceptado no aeroporto, mas não é certo se foi acusado de algum crime. O caso foi contado pela porta-voz das forças de segurança das fronteiras britânicas, Amanda Read, que revela que crê que o casamento aconteceu em território britânico, mas não sabe qual foi o destino de férias.

“É um caso que ainda está em investigação. Para mim, foi a primeira vez que vi algo assim (casamento forçado)”, afirma referindo que se trata de uma jovem adulta.

A mulher refere que no âmbito de casos semelhantes, todas as forças de segurança estão a ser incentivadas a identificar possíveis vítimas e criminosos desta prática, bem como mulheres em risco de mutilação genital, abusos ou de breast ironing (acto de tentar fazer com que os seios de jovens parem de crescer).

Folha de Maputo