Três cidadãos por sinal irmãos estão detidos na cidade da Matola, província de Maputo, suspeitos de roubo e venda de uma viatura.

Eles foram surpreendidos com uma pistola de pressão a gás, a qual era usada para ameaçar as vítimas, segundo noticia o Jornal O País.

Os três vivem em bairros e distritos diferentes na província de Maputo. O mais velho vive na Manhiça, o do meio vive no bairro de Khongolote e o mais novo no bairro Boquiço.

De acordo com a fonte acima citada, no trio, o mais novo, com apenas 18 anos de idade, é considerado o autor do roubo. A viatura já foi recuperada mas sofreu alterações.

“Há um amigo que me ligou e convidou-me dizendo que na zona dele havia um carro parado, que podíamos vender. Por volta das 23h fomos lá e ele pôs-me para controlar se vinham ou não pessoas”, contou o jovem citado pelo Jornal O País.

Segundo ele, o amigo arrombou a viatura e juntos abandonaram o local do crime. “Ele não sabia como vender aquele carro e quem sabe dos clientes está na Cadeia Central e nos enviou o número”.

Os outros dois irmãos são incriminados porque tinham a missão de vender o carro. Com o número já disponibilizado a partir da Cadeia Central, efectivou-se a venda por apenas 28 mil meticais.

O preço não corresponde, nem de longe, ao valor da viatura em causa. O proprietário da viatura, quase que não reconhecia seu bem por conta das alterações sofridas. “O número do chassis foi alterado, o motor foi aberto para além de tantos outros assessórios que foram trocados”.

A Polícia disse que continua com as investigações para neutralizar outros integrantes do grupo. Além dos três irmãos, no Posto Policial 1º de Maio está detido um jovem que confessa que já roubou mais de 10 viaturas na autarquia da Matola.

Folha de Maputo