A Direcção Pedagógica da Escola Primária e Completa 7 de Abril, na Cidade de Inhambane indiciada de falsificar certificado de habilitações literárias de um aluno da 7ª Classe, que nem sequer foi aluno daquela escola. O objectivo era facilitar o acesso para que o aluno se matriculasse numa outra escola, já a frequentar a 8ª Classe, no presente ano.

O caso teve sua origem, na Escola Primária e Completa, 1º de Maio, onde o suposto aluno frequentava em 2018, a 7ª Classe. Tendo reprovado, segundo fontes, o aluno e seus supostos coniventes, não se conformaram daí o esquema de falsificar o certificado da classe que não transitou. O factor interessante nesta história é que, o documento não devia ser da escola onde frequentou as aulas. Foi daí que, os falsificadores produziram um diploma com as assinaturas do corpo directivo da Escola Primária 7 de Abril. O aluno frequenta actualmente, a 8ª classe, na Escola Secundária Samson Paindane, salas anexas da Escola Secundária de Muelé, segundo explica uma voz anónima.

Nossa equipa de reportagem escalou as três escolas envolvidas, a começar por onde o aluno frequentava em 2018 mas, a directora não se encontrava no local de trabalho e em contacto telefónico excusou tecer depoimentos em torno do assunto.

De seguida escalou a escola onde o aluno frequenta as aulas da 8ª Classe. Aqui, os funcionários parece conhecerem o processo mas, com a chegada da directora, tudo ficou perturbado. Ela disse não conhecer do processo.

Confrontada a pasta do processo do aluno, esta apresentava-se sem o certificado em causa.

Nossa equipa tentou ainda encontrar algum subsídio junto a direcção pedagógica da escola que supostamente falsificara o diploma do aluno fantasma, esta apenas limitou-se a distanciar-se do caso.

Contactado o Serviço Distrital de Educação, Juventude e Tecnologia, da Cidade de Inhambane, este afirmou a existência do processo contudo, não avançou nenhum dado, alegadamente porque, ainda está-se a trabalhar no processo.

Verdade ou não, o certo é que o assunto está a mexer com as estruturas ligadas ao sector da educação, a nível distrital que promete pronunciar-se oportunamente.

O País