As autoridades fiscais espanholas estão a investigar a renovação do contrato do futebolista Neymar com o FC Barcelona e a posterior transferência do brasileiro para o Paris Saint-Germain, noticia esta segunda-feira o El Mundo.

De acordo com o jornal, as autoridades espanholas querem saber se Neymar pagou em Espanha os impostos correspondentes à renovação do contrato com o clube catalão, que ascendeu a 64,4 milhões de euros, e relativos à sua transferência para Paris, num negócio que teve o valor recorde de 222 milhões.

As autoridades entendem que, por ser residente fiscal em Espanha em 2017, Neymar devia ter declarado essas verbas no país.

Observador