Suposto assaltante a mão armada na cidade de Maputo chora após ser conduzido as celas da terceira esquadra indiciado de pertencer a uma quadrilha que vem aterrorizando em Maputo.

Um dos jovens de vinte e cinco anos de idade que não quis ser identificado encontra-se detido nas celas da terceira esquadra da cidade de Maputo, por alegadamente junto dos seus comparsas terem assaltado um estabelecimento comercial e baleado um cidadão de nacionalidade chinesa, no passado mês de Dezembro, no bairro da Somerchild. O jovem indiciado declara-se inocente e diz que nunca teve contacto com armas de fogo.

Um outro jovem indiciado e membro da quadrilha acusa as autoridades de lhe ter torturado.

Para além dos dois jovens, as operações da polícia culminaram com o baleamento do suposto cabecilha do grupo que, neste momento, está internado no departamento de ortopedia do Hospital Central de Maputo. Em entrevista a nossa equipa de reportagem o indiciado negou tudo.

A Polícia diz que este é um grupo que há muito era procurado. Leonel Muchina, Porta-voz da PRM na cidade de Maputo disse ainda que da quadrilha um dos indicados encontra-se foragido e as autoridades não vão descansar antes de lhe encontrar e deter para que possa ser responsabilizado criminalmente pelos crimes de que é indiciado.

O País