Muhammadu Buhari esteve doente durante um período alargado de tempo e rumores adensaram-se. Este domingo, teve de desmentir, pela primeira vez, a teoria da conspiração.

O presidente da Nigéria foi obrigado a desmentir rumores de que tinha morrido e sido substituído por um impostor sudanês. Muhammadu Buhari fez assim referência, pela primeira vez, aos rumores que circulam nas redes sociais há alguns meses.

Estes rumores, indica o Guardian, terão sido iniciados quando Muhammadu Buhari esteve na Grã-Bretanha, no ano passado, onde foi submetido a cinco meses de tratamento para um problema de saúde (que não foi esclarecido).

Este interregno em solo britânico foi aproveitado por opositores políticos para dar força a uma teoria da conspiração iniciada nas redes sociais, que indicava que o presidente tinha sido substituído por um “clone” de origem sudanesa chamado Jubril.

“Este sou eu, garanto-vos. Vou celebrar em breve o meu 76.º aniversário e vou continuar em força”, indicou o governante numa sessão na Polónia, este domingo, onde estava para participar numa conferência.

O vídeo do momento, onde a pergunta sobre Jubril é lida perante os risos dos seus colegas, foi publicado no Twitter pelo próprio presidente nigeriano.

“Muitas pessoas desejaram que eu morresse enquanto estive doente. Houve até quem contactasse o vice-presidente para os considerar para a sua posição porque assumiam que eu estava morto”, acrescentou, esclarecendo que quem ajudou a espalhar este rumor é “ignorante e comete sacrilégio”.

Notícias ao Minuto