Pelo menos 16 pessoas foram mortas e dezenas estão desaparecidas, após uma série de ataques no nordeste da Nigéria, por alegados membros ‘jihadistas’ do Boko Haram, anunciaram hoje várias fontes.

Segundo a agência noticiosa France-Presse (AFP), próximo das aldeias de Kazaa e Daraa, a cinco quilómetros da cidade de Monguno, membros da milícia civil que combatem contra o grupo ‘jihadista’ encontraram 15 corpos nos campos, após os ataques na segunda-feira contra moradores.

“Os nossos membros encontraram 15 corpos de quintas ao redor das aldeias vizinhas de Kazaa e Daraa”, referiu o líder da milícia, Ibrahim Liman à AFP.

“Outras 35 pessoas ainda estão desaparecidas e a procura continuará hoje”, acrescentou.

Outro homem foi baleado na terça-feira, enquanto trabalhava na sua quinta na aldeia de Gremari, a 13 quilómetros de Maiduguri, capital do estado de Borno.

A maioria dos agricultores vive nos campos de deslocados da Mongólia, onde milhares de pessoas se refugiaram dos combates entre o exército nigeriano e o grupo ‘jihadista’.

Mari Bulama, uma moradora de Monguno, relatou à AFP que os atacantes abriram fogo contra os homens enquanto trabalhavam nos campos.

“Nós enterrámos 15 deles ontem [terça-feira]”, afirmou a moradora.

Um acampamento da fação afiliada ao grupo Estado Islâmico na África Ocidental (ISWAP) está localizado perto da cidade de Zulum, a 20 quilómetros de Monguno, de onde os combatentes partiram.

Um ataque semelhante, que foi encarado como um aviso contra aqueles que podem colaborar com o exército ou a milícia nigeriana, ocorreu em Gremari, tendo provocado uma morte, indicou outro miliciano, Umar Ari.

O Governo e o exército nigeriano afirmam que os ‘jihadistas’ do Boko Haram estão praticamente erradicados, mas o Boko Haram ainda controla grande parte do território nas fronteiras do Lago Chade e lidera muitos ataques, inclusive contra alvos militares que provocam dezenas de vítimas.

O conflito já matou mais de 27 mil pessoas desde 2009 e quase dois milhões de pessoas foram deslocadas da região do Lago Chade.

Notícias ao Minuto