O Tribunal Supremo de Recurso da África do Sul condenou o Estado sul-africano ao pagamento de uma indemnização à família de um taxista moçambicano morto pela polícia em 2013, escreve hoje o jornal Notícias, principal diário de Moçambique.

O tribunal não divulgou o montante da indemnização, a pedido do Ministério Público sul-africano, que quer manter a informação em segredo entre as partes.

O advogado da família do taxista, José Nascimento, disse ao Notícias que teve de recorrer à justiça para exigir uma indemnização, depois de não ter sido alcançado um acordo com o Estado sul-africano.

O dinheiro será repartido pelo filho do taxista, viúva e pais.

Mido Macie morreu numa cela da polícia em Daveyton, Joanesburgo, vítima de tortura e de ferimentos causados pelo facto de ter sido arrastado por cerca de 400 metros por um carro das autoridades ao qual foi amarrado.

Notícias ao Minuto