A justiça brasileira emitiu na quinta-feira um mandado de prisão contra José Dirceu, ex-ministro e homem forte no primeiro Governo do ex-Presidente do Brasil Luiz Inácio Lula da Silva.

O ex-ministro terá de se apresentar hoje à Polícia Federal, em Brasília, até às 17:00, para continuar a cumprir a pena de 32 anos que lhe foi atribuída no processo Lava Jato.

José Dirceu foi acusado de corrupção, branqueamento de dinheiro e conspiração.

A ordem de detenção foi emitida após um tribunal de segunda instância ter negado o último recurso, manifestando-se a favor da execução provisória da pena.

O ex-ministro ficou preso no Paraná, no âmbito da operação ‘Lava Jato’, entre Agosto de 2015 e maio de 2017, quando conseguiu no Supremo Tribunal um ‘habeas corpus’, garantia que permite aguardar julgamento em liberdade. Desde então, encontra-se monitorizado pelas autoridades brasileiras através de uma pulseira electrónica.

A defesa de Dirceu tem um prazo de 15 dias para recorrer da sentença.

Notícias ao Minuto

COMENTE PELO FACEBOOK