Transportadores de passageiros, que fazem a ligação entre vários bairros da Matola e a cidade de Maputo, estão a abandonar as respectivas rotas.

Os operadores dizem que desistiram de operar na cidade de Maputo, devido a excessivas exigências da Polícia Municipal da capital que sempre termina em suborno.

A decisão afecta milhares de pessoas residentes em diferentes bairros da Matola, e que dependem daquele transporte público para chegar à cidade de Maputo.

Os terminais de Patrice Lumumba, T3, Nkhobe são os mais críticos e muitas pessoas vêem-se obrigadas a intercalar vários transportes para chegar à capital.

O País