As empresas públicas de transporte de Maputo e Matola têm um número indeterminado de autocarros paralisados devido a problemas mecânicos que já não é possível reparar.

Para o seu reaproveitamento, o ministro dos Transportes e Comunicações, Carlos Mesquita, sugeriu a sua transformação em salas de aula com vista a reduzir o número de alunos que estudam ao relento.

Esta pode ser uma solução a dar aos autocarros que já não servem para o transporte. Sabemos que a questão de alunos sentados no chão e ao relento é um problema social que preocupa a todos. Claro que será necessário fazer algumas adaptações, mas as diferentes partes do autocarro podem também ser aproveitadas nesse sentido”, considerou Mesquita.

O País