carregando...

As Alfândegas desmantelaram a empresa Wells Fargo, Lda, que se dedicava a produção de bebida alcoólica espirituosa, Gin, no bairro da Cerâmica, arredores da cidade da Beira, província de Sofala.

Na fabriqueta desactivada, pertencente a um cidadão de nacionalidade chinesa, identificado pelo nome Guofu Gao, foram apreendidos cerca de oito mil litros de bebida, contendo 43 por cento de volume de álcool embalada em garrafas de 275 mililitros.

A unidade de produção, segundo escreve o jornal “Diário de Moçambique”, funcionava nas instalações onde anteriormente foi desmantelada outra fabriqueta que produzia bebida com rótulo “Galáxia”.

O coordenador do Gabinete de Comunicação e Imagem da AT de Moçambique a nível da região centro do país, António Camacho, diz que a fábrica não possui armazém alfandegário, facto que incorre a uma infracção aduaneira.

Por causa desta infracção não estão a ser deduzidos e pagos impostos específicos que incidem sobre bebidas alcoólicas, o que constitui objecto principal de apreensão”, referiu, precisando que o desmantelamento resulta de um trabalho de fiscalização em curso levado a cabo pelas Alfandegas de Moçambique.

A fonte assegurou que a bebida apreendida vai ser armazenada nos armazéns das Alfândegas de Moçambique, onde outra quantidade de álcool, anteriormente confiscada, aguarda pelos trâmites legais.

A fonte adiantou que o proprietário da anterior fábrica, que se presume que tenha saído do país, trespassou o local a Guofu Gao, que veio a continuar a actividade mesmo sem armazém alfandegário, para além de falta de regularização de contribuições do sistema de segurança social no Instituto Nacional de Segurança Social.

Em contacto com sócio-gerente da empresa Wells Fargo, LDA, Guofu Gao, proprietário da fabriqueta em causa, disse que não perceber as causas do encerramento da unidade fabril.

Nos finais do ano passado outras duas fabriquetas ilegais de bebidas espirituosas foram desmanteladas no bairro da Manga, cidade da Beira e no posto administrativo de Mafambisse, distrito do Dondo, em Sofala.

RM

COMENTE PELO FACEBOOK