O aeroporto ecológico sul-africano, George Airport, no qual foram investidos cerca de 16 milhões de Randes para remodelação, foi oficialmente aberto em 26 de Fevereiro e é o primeiro do género no continente.

A energia necessária  para garanti o bom funcionamento do aeroporto será fornecida por 3000 painéis solares que ocupam uma área de 200m². Os painéis permitem que a energia seja renovável, pois esta provém da radiação solar, sendo, portanto, limpa. Além disso, por representar um incentivo para a aposta na economia verde, Edna Molewa, Ministra dos Assuntos Ambientais, felicitou o Ministério dos Transportes, sul-africano.

A edificação do tipo de infra-estrutura esta no rol das estratégias do governo para o incremento de industrias sustentáveis com baixo impacto ambiental. E, nessa primeira fase, o sistema poderá gerar 750kWh de energia diariamente, e 250 000kWh mensalmente, podendo aumentar conforme às necessidades e estabilização.

airp

O George Airport surgiu através de uma parceria entre o governo sul-africano e as entidades privadas do sector de desenvolvimento da economia verde. Por isso, a Malewa insta outros sectores públicos e privados a seguirem o mesmo exemplo.

A companhia da empresa GEORGE – Airports South Africa Company (Acsa) pretende instalar mais usinas de energia solar nos seus outros cinco aeroportos regionais (Kimberley; Upington; Bram Fischer; Port Elizabeth; e Esats London) até Junho deste ano, estimando-se um gasto total de 90 milhões de randes.

No que repeita aos outros três aeroportos internacionais da companhia (OR Tambo – em Joanesburg; Cidade do Cabo e King Shaka – em Durban) o primeiro passo será identificar os terrenos favoráveis para a construção das usinas.

MONEYWEB; CONSTRUCTIONREVIEWONLINE; eNCA.