Desconhecidos balearam mortalmente Vicente Ramaya, que cumpria pena em liberdade condicional pelo seu envolvimento na morte do jornalista Carlos Cardoso.

O assassinato aconteceu por volta das 13 horas desta sexta-feira, na zona da Polana na cidade de Maputo, quando Ramaya regressava da mesquita, na companhia do seleccionador nacional de basquetebol feminino, Nazir Salé que saiu ileso das rajadas de tiros.

O corpo de Ramaya está no Hospital Central em Maputo para onde foi transportado. Familiares e imprensa encontram-se neste momento no HCM.

Vicente Ramaya saiu em liberdade condicional sob termo de identidade e residência, no dia 23 de Janeiro de 2013, por ter cumprido metades dos 23 anos de prisão maior a que fora condenado, em Janeiro de 2003, por ter sido provado em tribunal que foi um dos mandantes do assassinato do jornalista Carlos Cardoso, que investigara a fraude no extinto Banco Comercial de Moçambique, de que Ramaya era funcionário e mentor do referido rombo financeiro que lesou o banco em mais de 144 milhões de meticais.