Os produtores de Inhamissa e Patrice Lumumba, na zona verde da cidade de Xai-Xai receberam semana finda mais dois tractores que vão contribuir para o incremento da sua produção. Com este reforço, a cintura verde passa a contar com um total de cinco tractores todos equipados com as respectivas alfaias. Na mesma ocasião, foi formalmente entregue uma ponte que dá acesso a um dos campos agrícolas da zona verde, numa iniciativa do Governo do Município de Xai-Xai, visando a produção de alimentos em grande escala, para o consumo e comercialização de excedentes.

Segundo informações em nosso poder, os tractores estão a ser colocados à disposição dos camponeses locais, a preços bonificados, para fazer face à crescente subida de valores actualmente cobrados para o aluguer das máquinas junto dos produtores do sector privado.

Com a aquisição daquele equipamento, avaliado em mais de três milhões de meticais, estão criadas as condições para que os produtores possam de forma mais segura aplicar-se para um melhor aproveitamento dos mais de 12 mil hectares de terras disponíveis não só no Sistema de Regadio do Baixo Limpopo, como também nas terras de sequeiro, onde os camponeses se dedicam à prática de culturas, tais como feijão-nhemba, mandioca, batata-doce, entre outras.

Conforme foi anunciado na ocasião, um dos tractores estará ao serviço dos camponeses de Inhamissa onde trabalham mais de 4800 produtores numa área de pouco mais de 2300 hectares, e em Patrice Lumumba onde os camponeses estão a explorar uma área superior a 700 hectares.

Para permitir um melhor acesso aos campos agrícolas na região de Patrice Lumumba, o Conselho Municipal de Xai-Xai mandou construir semana finda uma ponteca, que custou aos cofres da edilidade, em parceria com a Administração Nacional de Estradas (ANE), um pouco mais de dois milhões de meticais.

Com esta intervenção, segundo fontes municipais, colocou-se ponto final aos enormes transtornos que os produtores estavam sujeitos para aceder aos seus campos e não só, uma situação agravada pelas recentes cheias de Janeiro e Fevereiro do ano em curso.

RITA MUIANGA ELOGIA ENTREGA DOS PRODUTORES

Na “Patrice Lumumba”, a presidente Rita Muianga, disse que o uso do equipamento ora disponibilizado pela edilidade deverá ser feito de forma racional e com observância de todos os ditames técnicos de forma a se garantir uma maior longevidade ao mesmo.

“Queremos ainda aproveitar esta oportunidade de festa e regozijo, para manifestar todo o nosso respeito e admiração pela forma exemplar e irrepreensível como se comportaram durante a tragédia das cheias, retirando-se prontamente dos locais de perigo para zonas mais seguras, e sobretudo pela forma fantástica como responderam a este drama trabalhando de forma a relançar a produção agrícola”, disse Rita Muianga.

Como exemplo disso, segundo a presidente do município da cidade de Xai-Xai, as machambas estão repletas de milho, hortícolas, feijão e batata-reno, sendo que como consequência dessa superprodução o consumidor está a beneficiar-se da baixa de preços, especialmente nas hortícolas.

Refira-se que a cintura verde de Xai-Xai está a refazer-se dos estragos causados pelas recentes cheias que fustigaram a região no início do ano em curso, provocando a perda de mais de quatro mil hectares, dos seis mil que haviam sido trabalhados.

A par destas intervenções, de acordo com dados em nossa posse, a edilidade tem estado a promover acções ligadas à limpeza manual de valas em Sotoene, enquanto se aguarda pela criação de condições necessárias para a realização de trabalhos no colector principal.

Para além dessas actividades, o Executivo de Rita Muianga está igualmente a desenvolver trabalhos visando a monitoria de pragas, com especial destaque do lagarto, não havendo, contudo, motivos para grandes preocupações pelo facto da situação estar devidamente controlada.