O infortúnio deu-se cerca das 2.00 horas da manhã, altura em que os malfeitores, supostamente munidos de instrumentos contundentes, incluindo maçarico, tentaram fazer um corte do lado traseiro do estabelecimento para retirar os produtos.

Para o seu azar e do proprietário da loja, as faúlhas do maçarico atingiram uma botija do gás do congelador que explodiu, provocando um violento incêndio que destruiu o contentor e a mercadoria.
Depois do incidente, os meliantes abandonaram o local para parte incerta. Uma equipa do Serviço Nacional de Salvação Pública (SENSAP) fez-se ao local para extinguir o incêndio, mas não foi a tempo de evitar o pior, pois a maior parte dos produtos ficou completamente destruída.

Segundo Simon Roque, proprietário do estabelecimento, esta foi a terceira vez em menos de um ano de funcionamento que os ladrões “visitam” o lugar para se apoderar de diversos, bens como dinheiro, telemóveis e produtos alimentares.

Tentaram roubar e incendiaram a loja

“Sempre que lhes vêm à cabeça, eles aparecem para vandalizar e roubar dinheiro. Da última vez estavam munidos de armas de fogo e levaram dinheiro estimado em 20 mil meticais, produtos alimentares e telemóveis, numa operação que durou menos de 10 minutos”, explicou Simon.

Isabel Alfredo, residente naquele bairro, conta que este tipo de assaltos na Machava Km-15 é frequente, e a Polícia não está a conseguir pôr cobro à situação.

“Nós aqui já não dormimos por causa de roubos. O que mais me admira é a falta de solidariedade entre as pessoas que nunca se aproximam no momento de gritos em caso de roubo ou assalto a uma residência ou barraca”, lamentou Isabel.

Entretanto, o caso foi notificado no posto policial de Nkobe que, por sua vez, o encaminhou à 5.ª Esquadra da Polícia, na Machava-Sede, onde foi destacada uma brigada para seguir o assunto, com vista ao seu esclarecimento.

Noticias