Pelo menos 29 pessoas ficaram feridas, seis das quais com gravidade, quando uma parede da igreja Zion CC, em Manica, centro de Moçambique, desabou em plena missa, na sequência de um vendaval, disse hoje à Lusa fonte oficial.

“Os crentes foram surpreendidos com a tempestade durante a missa no domingo quando desabou a parede e feriu 29 pessoas, mas seis tiveram que ser transferidos para o hospital provincial devido à gravidade do ferimento”, disse à Lusa Mariazinha Niquisse, administradora distrital de Sussundenga.

A algumas das vítimas tiveram de ser amputados membros, disse à Lusa uma fonte hospitalar.

O vendaval, segundo a administradora, também destruiu 20 casas convencionais e 25 de construção precária ficaram parcial ou totalmente destruídas, além de duas salas de aula que ficaram sem tecto.

“O vendaval e a chuva forte duraram uns 30 minutos, mas fizeram muitos estragos. Por isso temos vindo a apelar para quando ocorrem situações desta natureza as pessoas corram para lugares seguros, sobretudo nesta época de calamidades”, afirmou Mariazinha Niquisse.

Ainda segundo a fonte, o distrito já activou os comités de gestão de calamidades, que atracou pequenas embarcações em rios problemáticos e regiões ciclicamente afectadas por cheias, além de estar a realizar acções de sensibilização para que as pessoas abandonem as zonas ribeirinhas para lugares seguros.