Um médico está entre os ladrões de material hospitalar
Todos eles eram funcionários do sector da Saúde, sendo que o baleado foi identificado pela Polícia com o nome de J. Sitoe, 25 anos, antigo trabalhador do armazém e que se encontrava afecto ao Hospital Central de Maputo (HCM).

Este foi atingido na região do pescoço quando tentava fugir, após o grupo ser surpreendido. O detido é J. Zimba, 24 anos, agente de serviço afecto ao armazém, encarcerado numa das celas da 12ª esquadra da Polícia. O último, identificado com o único nome de Fidelis (32 anos), um médico do HCM, de acordo com a corporação, ter-se-á escapulido durante a perseguição.

O ferido está internado no HCM, mas já fora do perigo.

Na altura da detenção, segundo Orlando Mudumane, porta-voz da Polícia no Comando da cidade, os três já tinham carregado numa viatura pertencente a Fidelis mais de vinte caixas de luvas cirúrgicas.

Mudumane disse tratar-se de uma rede especializada no roubo de medicamento e material hospitalar a farmácias e hospitais privados.

O porta-voz afirmou estarem em curso investigações com vista a descobrir o destinatário dos fármacos e neutralizar o outro membro do grupo, em parte incerta.

Entretanto, o material roubado foi recuperado e entregue às autoridades da Saúde.