Internacional Violência na Cisjordânia resulta em 13 mortes

Violência na Cisjordânia resulta em 13 mortes

Receba atualizações de trabalhos do MMO Emprego

Siga o nosso canal do Whatsapp para receber atualizações diárias anúncios de vagas.

Clique aqui para seguir

Ocorreram confrontos violentos na Cisjordânia, resultando na morte de pelo menos 13 palestinos. As forças israelenses e palestinas estiveram envolvidas nos ataques.

De acordo com informações, as tropas israelenses realizaram um ataque ao campo de refugiados de Nur Shams, que havia começado na sexta-feira. Durante essa operação, dez terroristas foram eliminados e oito prisões foram efetuadas.

O grupo militante Jihad Islâmica relatou que três de seus membros perderam a vida durante os confrontos. Além disso, o grupo Brigadas Tulkarm, composto por combatentes de várias facções palestinas, também esteve envolvido em tiroteios com as forças israelenses no sábado.

Testemunhas relataram a presença de três drones sobre o campo de Nur Shams, enquanto veículos blindados israelenses entravam na área.

Os combates se estenderam por mais de 40 horas, resultando em oito soldados israelenses e um policial feridos. Além disso, um adolescente perdeu a vida devido a ferimentos causados por disparos durante o ataque israelense ao campo na sexta-feira.

Em outra região, na cidade de Rafah, no extremo sul da Faixa de Gaza, os ataques israelenses durante a noite resultaram na morte de 18 pessoas, incluindo 14 crianças, de acordo com autoridades de saúde palestinas.

Na mesma faixa, em Rafah, um bombardeio israelense na noite de sexta-feira matou nove pessoas, sendo seis delas crianças.

Além disso, no centro de Gaza, uma casa no campo de refugiados urbanos de Bureji foi atingida por outro ataque, resultando na morte de pelo menos um homem e ferindo outros dois. As autoridades do hospital dos Mártires de al-Aqsa, na cidade de Deir al-Balah, confirmaram esses eventos.