Internacional Pitbulls matam bebé de 15 meses e ferem mãe

Pitbulls matam bebé de 15 meses e ferem mãe

Receba atualizações de trabalhos do MMO Emprego

Siga o nosso canal do Whatsapp para receber atualizações diárias anúncios de vagas.

Clique aqui para seguir

Um trágico incidente abalou a cidade de Eboli, no sul de Itália, quando um bebé de apenas 15 meses foi morto num ataque de dois cães da raça pitbull. Além disso, a mãe da criança também ficou ferida no incidente, embora não corra risco de vida, relatou a imprensa italiana.

Segundo os relatos, o bebé encontrava-se nos braços da mãe quando os cães avançaram e o arrancaram das suas mãos, atacando-o violentamente. A tia e irmã da mãe do bebé, Milena Santoro, expressou incerteza sobre quem estava a segurar a criança no momento do ataque, sugerindo que poderia estar com um dos tios.

Os cães envolvidos no ataque não eram da família da vítima, pertencendo a um amigo da família. Após o incidente, os serviços veterinários da cidade de Eboli recolheram os animais, conforme anunciado pelo presidente da autarquia, Mario Conte, esclarecendo que os cães não eram propriedade da família atacada.

A Procuradoria de Salerno iniciou uma investigação sobre o ocorrido, enquanto a principal associação de consumidores de Itália, Codacons, exigiu medidas para garantir a segurança dos cidadãos e limitar o risco associado aos cães potencialmente perigosos.

Atualmente, a Itália não possui uma lista oficial de raças de cães potencialmente perigosas. No entanto, a legislação existente responsabiliza civil e criminalmente os donos por danos ou lesões causadas por seus animais.

A Codacons destacou que ocorrem cerca de 70 mil ataques de cães a pessoas anualmente no país, defendendo uma licença obrigatória para possuir cães potencialmente perigosos.

A Organização Internacional para a Proteção dos Animais (OIPA) também instou à regulamentação da posse de determinadas raças de cães e à necessidade de uma educação adequada para os seus proprietários. Alguns municípios, como Milão, já implementaram regulamentações que exigem licenças para a posse de certas raças caninas.