Sociedade Mais de 3 toneladas de droga retiradas do mercado em Moçambique em...

Mais de 3 toneladas de droga retiradas do mercado em Moçambique em 2024

Receba atualizações de trabalhos do MMO Emprego

Siga o nosso canal do Whatsapp para receber atualizações diárias anúncios de vagas.

Clique aqui para seguir

Durante uma conferência de imprensa, após a sessão semanal do Conselho de Ministros, o porta-voz do Governo, Suaze, revelou que as autoridades moçambicanas apreenderam mais de 3 toneladas de droga ao longo de 2024.

Esta informação foi apresentada no âmbito da análise do Relatório sobre a Evolução do Consumo e Tráfico Ilícito de Drogas.

No ano anterior, em 2023, foram tomadas medidas enérgicas, incluindo a incineração de vários campos de cultivo de canábis sativa, conforme relatado pelo porta-voz do Governo.

Além das apreensões, as autoridades detiveram 923 cidadãos moçambicanos e estrangeiros por envolvimento no tráfico de drogas ao longo do ano passado.

Suaze também destacou que um número significativo de pessoas, totalizando 13.479, procurou atendimento médico devido a problemas psiquiátricos e mentais causados pelo consumo de drogas. Ele ressaltou que o álcool e a canábis sativa continuam a ser as principais razões para a procura de assistência médica devido ao uso abusivo.

Além disso, foi informado que houve um aumento de 30% no número de consumidores de drogas integrados nas suas famílias em comparação com o ano anterior, totalizando 1.034 indivíduos. Também foram realizadas mais visitas domiciliárias em comparação com o ano anterior, num total de 1.973 visitas, representando um aumento de 24,79%.

O porta-voz do Conselho de Ministros e vice-ministro da Justiça também informou que aproximadamente dois milhões de pessoas, principalmente adolescentes e jovens, foram alcançadas por 19.850 palestras de sensibilização e conscientização sobre os malefícios das substâncias psicotrópicas ao longo do ano passado.