Destaque Barragem zimbabweana suspende produção de energia por falta de água

Barragem zimbabweana suspende produção de energia por falta de água

A autoridade do Rio Zambeze (ZRA) ordenou este domingo, 27 de Novembro, a suspensão até Janeiro da produção de energia na central de Kariba, que fornece electricidade à empresa pública do Zimbabué, devido à escassez de água.

O armazenamento de água na barragem, a maior da África Austral, está a 4,6% da capacidade, abaixo dos níveis necessários para realizar operações de produção de energia na central eléctrica de Kariba South Bank, explicou a ZRA, que gere a barragem em nome da Zâmbia e do Zimbabué, numa carta divulgada pela Bloomberg.

A ZRA tinha lançado no início deste mês, um alerta sobre o declínio acentuado dos níveis de armazenamento, sendo que não esperava uma melhoria até ao primeiro trimestre de 2023, quando os fluxos começarão a receber a água acumulada das chuvas dos meses para reabastecer o Kariba, relatou então o portal Bulawayo.

O Zimbabué gera 1050 megawatts de potência a partir da central eléctrica de Kariba, metade da sua capacidade instalada de 2100 megawatts.

Washington Mareya, director-geral em exercício da empresa de electricidade zimbabueana, apenas disse à Bloomberg que as autoridades estão a trabalhar na questão.