Início Internacional Justiça dos EUA acusou autoridades de Belarus por fraude na prisão de...

Justiça dos EUA acusou autoridades de Belarus por fraude na prisão de jornalista após desvio de avião

Desde o início dos voos motorizados, os países do mundo cooperam para manter os passageiros das aeronaves seguros. Os acusados quebraram esse padrão desviando um avião com o propósito torpe de perseguir um dissidente e a liberdade de expressão”, observa o promotor.

A Justiça dos EUA acusa os funcionários do governo bielorrusso Leonid Mikalaevich Churo, Oleg Kazyuchits, Andrey Anatolievich (sobrenome desconhecido) e um quarto, cujo nome e sobrenome são desconhecidos, de terem participado da trama. Os acusados seguem em liberdade em Belarus, aponta o promotor.

Autoridades bielorrussas desviaram o voo alegando terem recebido um alerta de bomba, que resultou ser falso e terminou na prisão do jornalista dissidente Román Protasevich e de sua companheira, a russa Sofia Sapega.

“Desde o início dos voos motorizados, os países do mundo cooperam para manter os passageiros das aeronaves seguros. Os acusados quebraram esse padrão desviando um avião com o propósito torpe de perseguir um dissidente e a liberdade de expressão”, observa o promotor.

A Justiça dos EUA acusa os funcionários do governo bielorrusso Leonid Mikalaevich Churo, Oleg Kazyuchits, Andrey Anatolievich (sobrenome desconhecido) e um quarto, cujo nome e sobrenome são desconhecidos, de terem participado da trama. Os acusados seguem em liberdade em Belarus, aponta o promotor.

Autoridades bielorrussas desviaram o voo alegando terem recebido um alerta de bomba, que resultou ser falso e terminou na prisão do jornalista dissidente Román Protasevich e de sua companheira, a russa Sofia Sapega.

FONTEISTOÉ
Artigo anteriorBrasileiro foi detido por tentativa de tráfico de cocaína para Lisboa
Próximo artigoPapa emérito Bento XVI foi acusado de indiferença face a casos de abuso sexual na Alemanha