O número de mortes devido à escassez de oxigénio no hospital do estado de Karnataka até pode ser superior.

A uma situação que tem acontecido com frequência na Índia recentemente, a falta de oxigénio para uso médico num hospital do país provocou a morte a pelo menos 10 pessoas no domingo.

O hospital do estado de Karnataka sucumbiu à rutura de stock de oxigénio, numa altura em que a Índia está a ser assolada por uma onda de casos sem precedentes no país e os hospitais estão a sucumbir à pressão a que têm sido sujeitos.

O número de vítimas mortais no hospital de Karnataka devido à falha no fornecimento de oxigénio aos pacientes até pode ser superior. Algumas autoridades locais referiram que morreram mais 14 pessoas depois de ter faltado o oxigénio, mas indicaram que essas mortes se deveram a comorbilidades relacionadas com a Covid-19, e que não têm uma relação direta com a falta de oxigénio.

Desesperados, os familiares dos pacientes que estavam no hospital de Karnataka fizeram apelos nas redes sociais ou ligaram para políticos locais para pedir ajuda. Em alguns casos, apesar dos esforços feitos, foram impotentes para evitar a morte dos seus entes queridos.