Os postos de captação de dados para a emissão do bilhete de identidade (BI), de KaMphumu, localizado no edifício dos Bombeiros e do Nlhamankulu, situado no Xipamanine, na cidade de Maputo voltaram, desde terça-feira (06), a emitir o documento de identificação, após meses de obras de reabilitação das instalações, com vista a aprimorar a prevenção da Covid-19.

O porta-voz da Direcção Nacional de Identificação Civil (DNIC), Alberto Sumbane, apontou que com a conclusão das obras, os dois postos passarão a recolher informações para produzir o BI, o que vai aliviar a pressão noutros balcões.

“Os cidadãos residentes no Nlhamankulu já podem tratar o BI no posto do Xipamanine, ao invés de 24 de Julho ou Bombeiros”, alertou.

A fonte informou ainda que a instituição detectou, nas últimas semanas, três casos de falsificação do bilhete de identidade, após igual número de indivíduos terem tentado abrir contas bancárias, nas agências do Banco Comercial e Investimentos (BCI), alguns com objectivo de fazer empréstimos.

Reconheceu o papel dos bancos na identificação de casos de falsificação de documentos e exortou as instituições a continuarem vigilantes para a responsabilização dos infractores.