O Presidente da Tanzânia, John Magufuli, morreu aos 61 anos devido a doença cardíaca, informou, na quarta-feira (17), a vice-presidente do país, Samia Suluhu, numa mensagem televisiva dirigida ao país.

Magufuli, que não aparecia em publico desde 27 de fevereiro dando azo a vários rumores sobre a sua saúde, morreu em Dar es Salam, capital económica de Tanzânia, precisou Suhulu.

A vice-presidente da Tanzânia tinha já dado indicações na segunda-feira (15) de que o chefe de Estado poderia estar doente ao apelar à “unidade” dos tanzanianos “através da oração”.

Há semanas que circulavam rumores sobre a saúde de Magufuli, que davam conta de que teria procurado ajuda médica no estrangeiro, depois de ter sido infetado com o novo coronavírus, de acordo com a oposição no país.

Magufuli, que foi visto pela última vez em público em 27 de Fevereiro, negava a existência do novo coronavírus no país, afirmando que a Tanzânia estava “livre” de Covid-19, em virtude das orações dos tanzanianos.