Quinze pessoas morreram, no domingo, em consequência de um naufrágio de embarcação tradicional, na Guiné-Conacri.

Segundo as autoridades locais, tudo aconteceu quando as vítimas se dirigiam para um casamento e a embarcação tradicional em que seguiam, na noite de domingo, se virou.

Os socorristas foram alertados durante a noite de que uma piroga se tinha virado perto de Kanfarande, no estuário do rio Nunez, tendo sido recuperados os corpos de 15 pessoas até à manhã da segunda-feira, contou um oficial naval de Boké.

O oficial, que falou à agência France-Presse (AFP) sob condição de anonimato, disse não saber quantas pessoas estavam na tradicional embarcação ou quantas permanecem desaparecidas.

Um responsável do governo local de Boké disse que as operações de busca ainda estão em curso.

“A maré estava alta quando a piroga tentava chegar a Koukouba, o mar estava agitado, com ondas que derrubaram o barco”, acrescentou.