Sete pessoas morreram, quarta-feira, vítimas de descargas atmosféricas que fustigaram os distritos de Manica e Mossurize, na província de Manica.

Das sete vítimas mortais, três são crianças da mesma família, com idades compreendidas entre os três e oito anos. O vendaval, acompanhado de chuvas fortes, trovoadas e descargas atmosféricas, também deixou dezenas de famílias desabrigadas com a destruição de casas e várias outras infra-estruturas.

A informação foi avançada ontem pela governadora de Manica, Francisca Tomás, na 5ª Reunião Anual entre o Governo e organizações não-governamentais que operam na província. Segundo Francisca Tomás, uma equipa multissectorial, envolvendo técnicos de diversas direcções provinciais, está a fazer o levantamento dos danos causados pela intempérie nos dois distritos. O mau tempo seguiu-se a um dia de intenso calor, com temperaturas a rondar os 36 graus centígrados.