Sozinho, de punho fechado ou polegar erguido. Não fosse a máscara e Donald Trump teria conseguido driblar qualquer sinal de doença à saída do hospital militar Walter Reed, no estado norte-americano de Maryland.

Aos 74 anos, e depois de um tratamento de choque com medicamentos normalmente reservados aos casos mais graves de Covid-19, o presidente dos Estados Unidos quer mostrar-se pronto para voltar à campanha eleitoral,

Os médicos têm ainda reservas. “Continuamos todos cautelosamente optimistas e vigilantes, porque estamos num território pouco conhecido no que toca a um paciente que recebeu as terapias que ele recebeu tão cedo,”afirmou Sean Conley, médico pessoal do chefe de Estado norte-americano.

Na chegada à Casa Branca, Trump saiu mais uma vez sozinho do helicóptero. Não tinha comitiva a recebê-lo, mas não perdeu a noção de espectáculo que o caracteriza.