Pequenos grupos de deslocados afetados pela insurgência em Cabo Delgado começaram esta semana a receber apoio psicológico. A ajuda chega da Igreja católica e de organizações locais, conta Luiz Fernando Lisboa à DW.

A Igreja Católica, com a ajuda de algumas organizações, iniciou na semana passada o apoio psicológico aos deslocados internos no norte de Moçambique.

Muitos deles ficaram afetados com as violências vivenciadas no contexto da insurgência em Cabo Delgado. Segundo o bispo de Pemba, Dom Luiz Fernando Lisboa, “percebemos que as pessoas não precisam só de comida, elas precisam de ser ouvidas – as suas mágoas e as suas histórias. Precisam desse apoio”.

À DW África, o bispo acrescentou ainda que dentro dos grupos de deslocados “todos estão traumatizados” e que, infelizmente, a Covid-19 passou para segundo plano.