O Papa Francisco não vai receber o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, que na próxima semana vai fazer uma visita a Itália, alegando que seria um gesto que poderia interferir na campanha eleitoral.

A decisão de Francisco surge numa altura em que os Estados Unidos criticam a abordagem do Vaticano à China.

Francisco, que já recebeu Pompeo em outubro do ano passado, não recebe personalidades políticas durante as campanhas políticas, para evitar qualquer tipo de instrumentalização.